domingo, 9 de janeiro de 2011

XVI

De terninho preto
Lá se vai a andorinha -
Viajante dos trópicos

3 comentários:

  1. Olá, Tony. Gostei dos haicais e das outras viagens. Não deu pra ler tudo ainda, mas está de parabéns. Obrigado pelo comentário aos meus textos. Feliz 2011!

    ResponderExcluir
  2. Fernando Brandão Honorato16 de janeiro de 2011 16:37

    E ae tony, aqui é o Fernandinho, gostei muito dos seus haicais parabens.

    ResponderExcluir
  3. A obrigatoriedade das indumentárias, deixa o índio como gema sem clara. A casca não lhe diz respeito.
    Antônio Fonseca - poetafonseca@yahoo.com.br

    ResponderExcluir